terça-feira, 12 de maio de 2015

O DEVER DO MARIDO I (Dom Paulo Garcia)

O DEVER DO MARIDO I (Dom Paulo Garcia)
A palavra que caracteriza o deve da esposa para com o marido é a “submissão”. A palavra que caracteriza o papel do marido para com sua esposa é o “amor”. O marido nunca deve usar sua liderança para esmagar ou neutralizar a esposa. A ênfase bíblica não está na autoridade do marido, mas no seu amor por ela (Ef 5:25,28,33).

O que significa submissão? Submissão é entregar a alguém. O que significa amor? É entregar-se por alguém. Assim, submissão e amor são dois aspectos da mesma coisa.
O apóstolo Paulo escrevendo aos habitantes de Éfeso (5,24-33) usa cinco verbos para descrever a ação do marido em relação à sua mulher: 
1. Em primeiro lugar, ele usa o verbo “amar”. O marido deve amar a esposa como Cristo amou a Igreja. O amor de Cristo pela Igreja foi proposital, sacrificial, santificador, altruísta, abnegado e perseverante.
2. Em segundo lugar, Paulo usa o verbo “entregar-“. O marido deve amar sua mulher com um amor não egoísta, ou seja, um amor devotado.
3. Em terceiro lugar, Paulo usa o verbo “santificar”. O amor visa o bem da pessoa amada. A mulher que é amada pelo marido é protegida de muitas tentações e sua vida é santificada.
4. Em quarto lugar, Paulo usa o verbo “purificar”. O amor busca a perfeição da pessoa amada.
5. Finalmente, Paulo usa o verbo “apresentar”. O amor visa a felicidade plena da pessoa amada e com a pessoa amada. 
Além disso, o marido é responsável pela vida espiritual da esposa e dos filhos. Ele é o sacerdote do lar. O marido precisa buscar a santificação da esposa. Deve ser a pessoa que mais exerça influência espiritual sobre ela. Ela deve ser uma benção na vida dela (Pv 31:11,12,13,28,29).

O Dever do Marido II (Por Márcia Garcia).
Dom Paulo mencionou a carta de Paulo aos habitantes de Éfeso (5;24-23), na qual ele usa cinco verbos para caracterizar o dever ou ação do marido em relação a sua mulher e afirmou, também, que o marido é o responsável pela vida espiritual da esposa e dos filhos. 

Outras atitudes do marido devem ser:
1. Ele deve cuidar da vida emocional de sua esposa. O marido quando fere a esposa, está ferindo a si mesmo. Quando ele cuida dela, ele está cuidando de si mesmo. Um homem pode abusar de seu corpo comendo ou bebendo em excesso porque, ao maltratar o seu corpo, ele mesmo vai sofrer. O marido, de igual modo, que abusar ou maltratar a sua esposa é tolo. Ele machuca a si mesmo, quando assim procede. Um marido abusa da esposa ao ser rude com ela, não lhe dando tempo, atenção, carinho, quando utiliza palavras e gestos grosseiros ou não sendo fiel. 
2. O marido também não deve descuidar de sua esposa. Um homem pode descuidar de seu corpo. E se o faz é néscio e vai sofrer com isso. Quando o marido descuida da esposa, ele se priva dos mais excelentes privilégios. O marido descuida da esposa quando substitui o relacionamento pelo trabalho, quando passa o tempo disponível em frente à televisão, do computador ou em roda com os amigos. Há muitas viúvas de maridos vivos. Há maridos que desejam viver a vida de solteiros.
3. O marido deve cuidar da vida física da esposa. Como um homem sustenta o seu corpo? Por meio de alimentação e cuidado. Quando ingerimos nosso alimento não pensamos apenas nas calorias ou proteínas, mas também naquilo que nos dá prazer. Igualmente o marido deve tratar a sua esposa. Ele deve se preocupar com aquilo que a agrada e alegra. Ele deve ser criativo naquilo que traz deleite para ela. Todos sabemos que o exercício físico é fundamental para o corpo humano. O exercício essencial para o casamento é o diálogo. Existe a comunicação verbal e a não verbal (carícias, afagos, o tomar pelas mãos...). Todas as formas de comunicação são fundamentais para romper a rotina desgastante de um casamento. O marido precisa aprender a ser romântico, cavalheiro, gentil e cheio de ternura para com sua esposa.

Nenhum comentário: