quinta-feira, 7 de junho de 2012

Cuidado no uso da Palavra.


Cuidado no uso da Palavra


Sermão Expositivo: 30/01/10


Cuidado no uso da Palavra.
Tiago 3. 1 – 12

Introdução: Todo pregador, ou líder de departamentos deve como atribuição primaria saber que tem uma influência muito grande quando fala. E por esse motivo deve ser muito cauteloso ao tomar partido sobre determinados assuntos. Deve ser, sobretudo muito responsável ao ministrar a palavra de Deus as pessoas, e totalmente idôneo, buscando sempre o auxilio de Deus para o aconselhamento.Deve-se lembrar que os lideres de uma congregação devem todos falar a mesma língua. Quando nos referimos a “falar a mesma língua”, não estamos nos referindo a homiletica, ou metodologia de pregação, gestos e dicções ou tonalidades voz. Pois cremos que Deus chamou a todos individualmente e com características diferentes, a fim de edificar a sua igreja. I Co. 12.28-29 Mas estamos nos referindo da permanência de uma base doutrinaria para que não haja confusão ou partidarismo na igreja. Pois mesmo com todos esses cuidados a igreja está sujeita a sofrer com o partidarismo como foi o caso da Igreja de Corinto. Paulo em sua primeira carta precisa gastar cerca de 4 capítulos para exortar os irmãos, de que não existem distinções entre as pregações e ensinos teológico de Pedro, de Apolo e dele mesmo (Paulo), pois tudo se resume a Cristo, pois ele é o cabeça da Igreja. I Co 1. 10-12 ; I Co 3. 1-4 ; 18-22 ; I Co 4.6 Os irmãos de corinto estavam se dividindo entre os ensinos de Paulo (Paulo havia herdado alguns artifícios da pregação de seu mestre Gamaliel , por isso sua pregação era um tanto erudita, porém, venerada pelo povo At 5.34 ; At 22.3), Pedro, (Outros tenderam ao partidarismo em ficarem com a pregação expositiva e simples de Pedro, sem muito bojo teológico, porém com grande observação exegética começando pela lei, e expressando a graça em Cristo Jesus At 4.13) e Apolo (Outros por Apolo, um jovem pregador com forte eloqüência e poder de palavras At 18. 24-26), porém ninguém cita a Timóteo que na ocasião era o Pastor daquela igreja I Co 4.17.Com isso vemos que os pregadores ou lideres de departamentos tem um papel muito especial e uma responsabilidade imensa ao falar para igreja. Por esse motivo todos devem exercer o ministério com muita seriedade e com muito cuidado no falar.

Provérbios populares:“Geralmente o primeiro parafuso que fica frouxo na cabeça de um homem é o que controla a língua” (Thamoas Maacaulay)“Os dentes podem até ser postiços, desde que a língua seja verdadeira” (Paul E. Holderaf)“Não permita que a língua corra adiante de seus pensamentos” (Pitágoras)

V1. No primeiro versículo do texto que propomos aprender, vemos que Tiago está com alguns problemas entre os líderes de sua congregação. Pois todos eles queriam se tornar mestres para o ensino. Talvez levados por um exemplo muito digno de seu pastor (Tiago), todos queriam seguir este excelente ministério do ensino. Mas o que eles não haviam levado em conta é que ser mestre exige atribuições que eles mesmos não imaginavam. Pois muitas pessoas querem servir ao ministério, e isso é muito bom! Alguns por amor a Deus, outro pelo belo exemplo de seu líder, mas o servir ao ministério do ensino é algo mais profundo, pois inclui a responsabilidade de prestar contas a Deus pelos liderados.Nesse texto o Pr. Tiago chama aos seus aspirantes ao ministério e começa o discipulado intensivo dizendo: “Peço que vós não sejais mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo”. Tiago não está incentivando que eles deixem o desejo pelo ministério, pois se essa fosse sua idéia não diria: “...receberemos...” ele está tentando trazer logo de início o peso da responsabilidade dos que o fazem. Tiago está tentando formar lideres conscientes de suas responsabilidades como ministros de Cristo.Mesmo que não sejamos o pastor da igreja, quando somos encarregados de trazer o ensino pela palavra ou pelo louvor somos responsáveis por nossas palavras e pela nutrição do rebanho, a quem nos ouviu proferir tais palavras.

V2. A – “Porque todos tropeçam em muitas coisas...” O segundo cuidado que o pregador ou ministro de louvor deve saber é que ele não é um super-herói. Todos somos falhos por esse motivo cada ministro deve ter muito cuidado ao falar sobre as coisas divinas. A bíblia nos ensina que o obreiro deve ser aprovado e não se embaraçar com as coisas desta vida. II Tm 2. 4-5 Vejamos agora também as qualificações dos que buscam o ministério de servir a Deus por meio do ensino: I Tm 3. 1 – 13.Tiago está dizendo que muitos tropeçam em muitas coisas, o que talvez não fosse o caso dos lideres de sua congregação, pois ele não faz menção de nenhum outro tipo de desvio de conduta ao lideres aquém destina-se este capítulo, porém o que estava atrapalhando de certa forma era outro tipo de desvio que os lideres de sua igreja estava enfrentando. A não vigilância sobre o cuidado no falar.B – “...se alguém não tropeça em palavras tal varão é perfeito...” Tiago trata com muita humildade quando fala sobre um problema que ocorre com todos (sem exceção) os lideres e pastores. A falta do cuidado com as palavras. Esse é um problema que acontece com todos, porém Tiago entende que o pregador ou ministro de louvor tende a ser mais expressivos em palavras, pois não tem como encargo/labor do apascentar das ovelhas e por isso ficam mais livres para lhes falar o que convém em suas pregações e ministrações. Uma vez que o pastor além de pregar, tem o cuidado de nutrir, limpar, proteger o rebanho, e por ter essa função tem o cuidado redobrado em suas palavras. E que naquela ocasião era o que estava faltando nos lideres de sua igreja. E aqui Tiago começa a tratar sobre o cuidado que os lideres devem ter ao falar, seja nos púlpitos ou individualmente nos aconselhamentos de seus liderados.

V3 – 5. Tiago mostra como pode algo tão pequeno comprometer coisas tão grandes? O freio na boca de um cavalo pode dominá-lo, um pequeno leme pode governar a direção de um grande barco, uma pequena fagulha em uma floresta pode provocar grandes incêndios.Tiago está se referindo que uma rebelião partidária na igreja, ou confusão sobre determinada doutrina, não carece de um sermão de uma hora, mas de apenas uma palavra. Tiago está dizendo que os pregadores ou ministros devem se atentar com pequenos detalhes sobre sua pregação, sobre sua ministração, pois uma palavra errada pode colocar tudo a perder. Um pregador pode comprometer sua mensagem quando faz menção a uma ilustração infeliz (quando quebra ética pastoral, ou expõem a vida de algum membro), lembrando que o púlpito não é tanque para se lavar roupa suja, e sim santuário para que outros alcancem respostas de Deus. Tiago enfatiza que os pregadores e levitas estão muito preocupados com o resultado final de suas mensagens ou ministrações ou louvores, e pouco se atentam aos pequenos detalhes, porém é um pequeno detalhe esquecido que pode colocar tudo a perder.

V6. O pregador deve tomar cuidado com o que fala, pois sua língua, ou seja, suas palavras têm poder para contaminar todo o corpo. Tanto de si mesmo como do corpo de membros. E Tiago está exortando, pois alguns têm suas palavras inflamadas pelo inferno. Pois a bíblia refere-se a três tipos de doutrinas ou ensinamentos: as que provem de Deus, as que provem de homens e as que provem de demônios. Mt 15.9; Ef 4.14; Hb 13.7-9 E esses são os falsos mestres.Entendo que Tiago falou essas palavras duras a seus liderados não por acreditar que entre eles haviam pessoas que estavam disseminando doutrinas de demônios, mas para que eles ficassem atentos aos ensinamentos. Pois a bíblia nos ensina que a boca fala o que o coração está cheio, Mt 15.18; Lc 6.45 e o coração só pode se encher do que ouvimos, então Tiago exorta-os a terem cuidado naquilo que eles estão ouvindo, para que não venham falar e contaminar a igreja.Referências literárias, sobre editoras, igrejas, pastores etc.

V7 – 8. Podemos dominar os animais, a tecnologia, toda área de agricultura e indústrias, porém não podemos dominar as palavras. Por esse motivo os lideres devem ficar atentos com o que estão falando, pois a palavra depois de proferida não podemos voltar atrás. Como eu gostaria de retirar tantas coisas que eu já falei sobre este púlpito, porém é impossível e as palavras proferidas cumpriram seu objetivo, bom ou ruim, elas não voltam atrás. E Tiago é muito realista ao dizer que este é um mal que não se pode refrear. Por isso a melhor forma de reparar palavras mal proferidas é não as falar.

V9 – 12. Tiago descreve que não pode jorrar água doce e água salgada de uma mesma fonte. Ou seja, Tiago está apelando para seus lideres, ou vocês abençoam ou amaldiçoam. Aqui temos um grande alerta com o cuidado que devemos ter, para não dizermos algo contra nosso irmão. Geralmente brigas entre lideranças. Problemas de departamentos, lideres que ficam enciumados porque alguns de seus liderados procurou outro líder para tomar conselho ou coisa do tipo, já pode criar uma grande confusão entre os ministros. Outro cuidado é lideres que ficam usando palavras de maldição contra outro líder para trazer seus liderados para seu lado. Tudo isso gera partidarismo e cria ruptura na estrutura da igreja, por isso deve ser combatida, com o poder da palavra de Deus.O líder que trabalha com o único intuito de realizar a obra para qual foi chamado, ele pode até proferir palavras erradas em cima de um púlpito, pode confundir-se sobre determinada doutrina, pode até ter falado demais concernente a outro líder, porém reconhece seu erro, pede perdão aos envolvidos, a igreja e ao Pastor.A grande verdade é que a bíblia nos ensina que podemos pedir perdão, quando errarmos com palavras, e isso é fato que acontecerá com todos, porém devemos ficar atentos as escrituras para dosar muito bem nossas palavras, devemos gastar tempo orando, preparando nossas mensagens, devemos gastar tempo ao estudarmos sobre determinado texto que será incluso nas ministrações de louvor. Devemos ter mais compromisso ao ensinar a Palavra de Deus.

Que o Senhor possa nos abençoar quanto ao cuidado no falar. Amem.

Nenhum comentário: